Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis

Um gigante a serviço da conservação da natureza

Criado em 6 de julho de 2009, com uma área de 4.397 hectares, o Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis é a maior unidade de conservação de proteção integral, criada por um município, do Estado do Rio de Janeiro. A sua área abrange parcialmente alguns bairros tais como: Caleme, Posse, Salaco, Campo Grande, Santa Rita e Ponte Nova, por exemplo.

O PNM Montanhas de Teresópolis está situado na porção noroeste do município, parcialmente inserido no Primeiro e Segundo Distritos e limitando-se com os municípios de Petrópolis e São José do Vale do Rio Preto.

O Parque possui em seu território uma imponente cadeia de montanhas onde se destacam as afloramentos rochosos como as pedras da Tartaruga, do Camelo e de Santana. A unidade de conservação, também, protege muitas nascentes e importantes remanescentes florestais que abrigam significativas espécies da fauna e flora do bioma Mata Atlântica, na região.

Objetivos

De acordo com o Decreto nº 3.693, de 06/07/2009 o PNM Montanhas de Teresópolis tem os seguintes objetivos:

I – Assegurar a preservação dos remanescentes da Mata Atlântica da porção fluminense da Serra do Mar, bem como recuperar as áreas degradadas ali existentes.
II – Proteger espécies raras, endêmicas, e ameaçadas de extinção ou insuficientemente conhecidas da fauna e da flora nativa.
III – Integrar o Mosaico de Unidades de Conservação da Natureza Mata Atlântica Central Fluminense, no Estado do Rio de Janeiro, contribuindo para a conectividade entre as mesmas.
IV—Assegurar a manutenção das nascentes, mananciais e demais corpos hídricos existentes em sua área de abrangência.
V – Promover atividades de recreação, educação ambiental e pesquisa científica quando compatíveis com os demais objetivos do Parque.
VI – Contribuir com a melhoria da qualidade de vida da população por meio do fornecimento, indireto, de serviços e produtos ambientais.

Os Núcleos

O Parque ainda não possui o seu Plano de Manejo e, portanto, não definiu o seu zoneamento. Entretanto, pela prática administrativa e ações de manejo três áreas se apresentam como núcleos distintos:

  1. O Núcleo da Pedra da Tartaruga
  2. O Núcleo Santa Rita
  3. O Núcleo Ponte Nova
Fechar Menu
Skip to content
%d blogueiros gostam disto: